domingo, 23 de dezembro de 2007

A cada Natal e a cada Ano Novo!!!

A cada Natal e a cada Ano Novo me vejo as voltas com mensagens para os mais diversos grupos e pessoas queridas para as quais desejo dizer algo muuuuuuuuuito especial.

E é interessante que, por mais que haja uma marca muito comum que unifica esse universo, quando acho que encontrei o tom e as palavras certas, me dou conta que há particularidades de um ou de outro que ficaram de fora, e então, continuo a busca e..., haja Drummond para dar conta!!!

Impõe-se ampliar e abrir outras possibilidades.

No caso dos (as) leitores (as) desse blog, que em comum, penso, terem o desejo, a missão e a tenacidade para a construção de uma sociedade mais justa, baseada em valores, sentimentos e gestos que a cada dia estão mais escassos, como solidariedade, mão estendida, tolerância, afago, respeito, paciência, igualdade, reconhecimento do outro, respeito a biodiversidade e a diversidade social, cultural, política, optei por uma canção que fala da construção, do sonho, do trabalho, da solidariedade e da tenacidade, para continuarmos inspirados e no ano de 2008 nos sentirmos mais fortalecidos para a nossa luta e para a nossa construção.

É uma composição de Daniel Viglietti, cantor e compositor uruguaio, de forte conteúdo social e de esquerda que nos duros tempos da ditadura ficou exilado por 11 anos. Andando pelo mundo denunciou as ditaduras latino-americanas e uma das canções que compôs, “Las hormiguitas”, fala, valendo-se de uma analogia com as solidárias formigas, de sua luta e a de seus companheiros (as) para a libertação do planeta: “(...) cruzan los mares, cruzan los cielos dejando atrás el temporal, la casa rota, el pie asesino, la vida herida por ese mal, el temporal(...)” (...) Siguen andando sobre la tierra, sobre los cielos, sobre los mares, multiplicando hojas y flores, acumulando verde energía (…)”.

Não encontrei vídeo para disponibilizar no blog, o que me entristece muito, pois a música é uma delícia e eu adoraria compartilhá-la com vocês. Em especial porque é de uma leveza e doçura que lembra canções para crianças. ENTRETANTO, quem quiser ouvi-la pode baixá-la pelo eMule ou pode me solicitar que ENVIO.

Para tanto, ao final dessa postagem (da letra da música), você encontrará comentários. Clicando ali, solicite que enviarei imediatamente.

Um forte abraço e um FELIZ 2008!
Iara Borges Aragonez

Ah! Estou colocando o vídeo com a música “Tocando em Frente”. Gosto demais e aproveito para compartilhá-la com vocês.


Las hormiguitas
(Daniel Viglietti)

Las hormiguitas blancas y azules
con su carguita cruzan la tierra,
cruzan los mares, cruzan los cielos
dejando atrás el temporal,
la casa rota, el pie asesino,
la vida herida por ese mal,
el temporal.

Pero los sueños y los caminos
las hormiguitas no dejarán;
los van cargando con la ilusión
de un circo en viaje hacia la función.
Si les preguntan dónde trabajan
contestan siempre ”en la construcción”,
la construcción.

Las hormiguitas carpintereando,
albañileando, pintarrajeando,
imaginando, desolvidando,
enamorando y hasta cantando
van caminando y acumulando
verde energía, mucha esperanza,
mucha esperanza.

Siguen andando sobre la tierra,
sobre los cielos, sobre los mares,
multiplicando hojas y flores,
acumulando verde energía,
mucha esperanza, mucho buen día,
para su viaje que es circular,
es circular, va a terminarse
para empezar.

Las hormiguitas son muy tenaces,
las cicatrices van a cerrar,
con sus hojitas de yerba mate
las hormiguitas se sanarán.
Pocos comprenden su largo viaje,
¿por qué salieron si han de volver?
Han de volver.

Todas chuequitas las hormiguitas,
son solidarias como un panal.
Todas chuequitas las hormiguitas,son solidarias como un panal,
pero si encuentran el pie asesino,
pica que pica, lo atacarán.
¡Lo atacarán!

Las hormiguitas que yo les canto
son tan chiquitas que ni se ven,
pero los sueños que van cargando
tienen la altura que tiene el bien,
el bien de toda naturaleza
que en esta tierra pide un lugar.

Las hormiguitas nunca se pierden
porque su viaje es circular,
es tan redondo como los ojos
de un ser humano al despertar,
es tan redondo como el planeta
que vamos juntos a liberar.
¡A liberar!

2 comentários:

DANIEL SOARES disse...

LINDA CANÇÃO - REFLETE A IDEOLOGIA DO BLOG - PARABÉNS

rafa disse...

NESTES TEMPOS DE ESQUIZOFRENIA SOCIAL E PERDA DE TEMPO DISFARÇADA DE ENTRETENIMENTO,É MUITO BOM LER,VER E PENSAR EM COISAS BELAS COMO POESIA,ECOLOGIA,MUSICA E LITERATURA.SABER QUE EXISTE SEMPRE ALGO Á MAIS PARA APRENDER NOS FAZ TER MAIS VONTADE DE VIVER E DE TRANSFORMAR NOSSAS VIDAS E O MUNDO.
OBRIGADO POR LEMBRAR A TODOS QUE ENTRAM NO BLOG O QUE O MUNDO TEM PARA NOS DAR, TEXTOS DO EDUARDO GALEANO,PAULO FREIRE,DRUMMOND.
NESTE MUNDO A UNICA OBRIÇÃO QUE TEMOS É A DE PENSAR.

GOSTARIA DE OUVIR A MUSICA "LAS HORMIGUITAS"SE POSSIVEL MANDA PARA rafaelmamaral@yahoo.com.br